Blog@qui | História Nove

Espaço de reflexão sobre as aulas de História | Externato Maria Auxiliadora | Viana do Castelo

7.1.07

A Grande Crise do Capitalismo

Descreve, interpreta e comenta a imagem tendo em consideração os factos históricos subentendidos.

16 Comments:

  • At 5.2.07, Anonymous Phyllipa said…

    Uma fila de operários à porta de uma instituição de caridade com um cartaz atrás, do período antes da crise!

     
  • At 5.2.07, Anonymous Patrícia said…

    A América encontrava-se numa óptima posição comercial em todo o Mundo. Com os novos métodos de trabalho e organização neste, a sua produção era grande e a maior parte do Mundo importava os seus produtos.
    Havia compra e venda de acções por toda a América, e até empregadas domésticas tinham as suas acções, foram estas as razões que levaram à crise de 1929.
    A rápida e eficaz produção levou à superprodução, que originou a saturação do mercado, empresas faliram, aumentando o desemprego que fez com que as pessoas não podessem comprar mais coisas, devido ao problema de não terem dinheiro, criando um ciclo vicioso.
    Quanto às acções, no dia em que isto aconteceu as pessoas poseram todas as suas acções no mercado e claro ninguÈm as comprou, levando a mais falências, desta vez também de bancos.
    A imagem que a professora nos pôs mostra em plano grande um cartaz publicitário dos anos anteriores à crise, à sua frente encontra-se uma fila de desempregados que esperam à porta de uma instituição de caridade pela chamada "sopa dos pobres".

     
  • At 6.2.07, Anonymous rita :') ** said…

    A imagem mostra a grande fila de desemprego gerada pela crise, crise esta que "devastou" grande parte da América, denominada "crash da blosa".
    Por toda a América havia gente que comprava e vendia acções, e por isso a Bolsa de Nova York, alcançava as cotações mais altas de sempre e as empresas prosperavam. Na agricultura e na indústria,os níveis de rodução atingiram o seu auge, porem o nivel do consumo era menor, o que levou à superprodução, deixando que muitos stocks se acumolassem, tendo de baizar o preço dos produtos. Entrou-se então, num período de deflação, ou seja, uma baixa generalizada dos preços, originando uma quebra dos lucros para as empresas.
    Muitos produtotes destroiram toneladas e toneladas de alimentos, na esperança d verem os preos aumentarem, mas não valeu de muito, visto que muitas empresas tiveram de fechar, gerando o aumento do desemprego, iniciando-se assim o "ciclo vicioso" da crise.

     
  • At 6.2.07, Anonymous rita :') ** said…

    *de

    :')

     
  • At 6.2.07, Anonymous Diogo Felgueiras said…

    A fotografia mostranos uma fila de pessoas á espera de ter um emprego para pelo menos alimentar a familia.
    este facto deu-se devido ao Crash da bolsa de 1929 que deu-se devido a uma produçao nao controlada de generos que levou á baixa generalizada de preços que por sou ves como dava pouco lucro muitas empresas tiveram que fechar e as acçoes que muitas pessoas compravam em vez de dar lucro davam despezas.....
    Muita gente foi a panhada de supresa e nao conseguiu vender as suas acçoes.

     
  • At 6.2.07, Anonymous Teixeira said…

    O cartaz apresenta duas situações contraditórias e referentes a diferentes períodos da América.
    A parte superior da imagem refere-se ao período áureo do desenvolvimento económico em que existia elevados níveis de consumo.
    A parte inferior mostra-nos uma fila de desempregados resultantes da crise económica que se instalou após o Crash da Bolsa.

     
  • At 8.2.07, Anonymous @na Peter & @na 7udyt said…

    Antes da crise de 1929, a América, encontrava-se numa boa situaçao economica, visto que a agricultura produzia e o nº de acçoes compradas e vendidas era muito elevado. Mas a situaçao não era tao animadora como o valor das acçoes fazia querer. Havia o grande problema da super-produção, em que o nº de produtos era demasiado para o nº de consumo. Com este grande problema, os lucros foram diminuindo e as empresas foram á falencia. Logo, a situaçao dos paises foi piorando, agravado pelo Crash de 1929, em que mais de mil acçoes foram vendidas sem comprador, reciando que o seu valor baixasse. A fila de desempregados assim, aumentou cada vez mais, tal como nos mostra a figura.
    Mostra-nos o antes e o depois da crise. Antes, uma boa situaçao economica nas familias em geral.Depois, muita gente com fala de emprego, como nos mostra a imagem em baixo, uma fila de desempregados!

     
  • At 8.2.07, Anonymous @na Peter & @na 7udyt said…

    falta*

    (sorry..)

     
  • At 10.2.07, Anonymous Luciano André said…

    A ecónomia americana encontrava-se muito bem e por consequente o nivel de vida das pessoas e a também a sua qualidade de vida e de bem estar eram bons.
    Mas como nada dura para sempre, devido à produção em massa que acabou por originar a superprodução os stocks de fábricas e agricultores começaram a cumular e isto originou uma deflação. A 24 de outubro de 1929 a baixa nos preços já era grande e os accionistas que viam esta deflação puseram as suas acções á venda, outros accionistas não tão poderosos puseram também as suas acções á venda e com isto deu-se o crash da bolsa. Muitas acções foram postas á venda sem niguem para as comprar e isto teve um grande impacto na ecónomia americana. após isto uma onda de desemprego, miséria e a falência de bancos levando consigo as empresas que recebiam o crédito deles, abateu-se sobre toda américa. Então como podemos ver a prosperidade económica da américa está relacionada com a parte superior da imagem e o Crash da Bolsa e o que provocou está relacionado com a parte inferior da imagem.

     
  • At 10.2.07, Anonymous Francisco Corte said…

    A imagem representada está dividida em duas partes. A primeira parte da imagem representa uma familia bastante feliz e descontraida. Tem uma aparencia cuidada e dá a ideia, a quem observe a imagem, que até tem bastantes possibilidades económicas-.
    Ligando esta imagem a factos históricos podemos retirar que era precisamente esta disposição que se vivia na América.
    Nos E.U.A tudo parecia ir bem na economia. A agricultura e a industria atingiam niveis de produção elevados e as ações atingiam as cotações mais altas, isto na bolsa dos E.U.A
    Muitos milhares de pessoas investiam na Bolsa, fazendo com que o valor das acções subisse cada vez mais. Toda a gente pensava que os E.U.A estavam no seu apogeu.
    só que as empresas não estavam tão prosperas como pareciam e um problema existente era o da superprodução, em que havia muita produção mas pouco consumo o que acarretava a acumulação de stocks e os preços tivessem que baixar.
    Assim entrou-se num período de deflação que se caracterizou por uma baixa generalizada dos preços e assim uma quebra nos lucros para as empresas.
    Na agricultura a situação tornou-se muito complicada.
    Em outubro de 1929 houve uma baixa nos lucros das empresas. Assustados os maiores accionistas das acções tentaram vender as acções antes que o valor baixasse.
    Assim todos tentaram fazer o mesmo.
    Em 24 de Outubro de 1929, a chamada quinta feira negra, cerca de 12 milhões de acções foram apresentadas na bolsa mas nenhuma delas encontraram comprador. Foi chamado o crash da bolsa de Wall Street.
    Milhares de accionistas ficaram arruinados. Muitos bancos foram a falencia e com eles empresas que dependiam do emprestimos bancários.
    O desemprego aumentou assustadoramente.
    e assim milhares de pessoas enchiam as filas de desempregados em busca de emprego. E este facto é o que é representado na segunda parte da imagem. A fome e a miséria afectou cidades e campos.

     
  • At 11.2.07, Anonymous marcia e guida =) said…

    Em 1929 a agricultua e a indústria atingiam níveis de produçao muito elevados, juntamente com a Bolsa onde se atingiram as mais elevadas cotações de sempre.
    Muitos passaram a investir na Bolsa, procurando obter melhores lucros. Porém, a produçao aumentou muito rapidamente, os stocks começaram a acumular e o consumo começou a descer significativamente (superprdução). Entrou-se, deste modo, num período de deflação, onde todos os compradores de acções ao verem que nao conseguiam vendê-las, fizertam de tudo para se verem livres destas mesmas antes que os seus valores baixassem. Em 24 de outubro, milhões de acções foram apresentadas na Bolsa sem emcontrarem um comprador (quinta-feira negra). O desemprego aumentou levando à diminuição do poder de compra, o que originou a falência das empresas (círculo vicioso). O que a imagem nos mostra é a fase antes da crise e a fase da crise. Mostra-nos uma fila de desempregados à espera de alimentação, pois por esta altura chegou-se a um ponto muito crítico. Por outro lado, a imagem mostra-nos um cartaz de propraganda, onde está uma família feliz e com boas condições de vida (altura antes da crise).
    Passou-se da "riqueza" à fome!

     
  • At 11.2.07, Anonymous @_ vera said…

    Antes do Crash da Bolsa de 1929, a América estva com uma boa situaçao economica.
    Mas havia um grande problema: a super-produção.
    Devido a este problema, os lucros foram diminuindo e algumas empresas e outros locais de trabalho, foram á falencia.
    Ate que esta situaçao se piorou e alastrou por varios paises do Mundo.
    Isto tudo originou o Crash de 1929!
    A imagem mostra-nos uma fila de desempregados á procura de emprego, pois a populaçao nao tinha dinheiro suficiente para sustentar as suas familias.
    Explica-nos o antes e o depois da crise.
    - Antes, vivia-se uma boa situaçao economica;
    - Depois, muita gente ficou desempregada.

     
  • At 12.2.07, Anonymous Filipe said…

    A América encontrava-se numa óptima posição comercial pois o povo vivia de uma maneira luxosa por causa dos investimentos na bolsa mas tudo isto acabou quando houve uma superprodução o que sucedeu o "Crash da Bolsa" o que fez milhares de pessoas ficarem pobres, as fábricas fecharem, ora como as fábricas fecharam os operários das mesmas ficaram desempregados.

     
  • At 12.2.07, Anonymous Tiago Lima said…

    A imagem mostra uma fila de desempregados de depois da crise e atrás tem um cartaz de antes da crise que mostra que a America e muito boa.
    Isto aconteceu porque havia uma maior produção do que o povo podia consumir e toda a gente comprava acções porque pensavam que as impresas vendiam muito e depois por causa disso houve o crash da bolsa o que causou uma grande pobreza em toda a America.
    Esta imagem tem uma certa ironia porque o cartaz indica uma boa vida mas a frente esta uma enorme fila de desemprgado e pobres.

     
  • At 13.2.07, Anonymous Bárbara said…

    Na imagem vemos um família esta família representa as famílias americanas que estavam felizes com a prosperidade do seu pais. Esta prosperidade levou levou a investimentos em novas indústrias e a produção em massa que por sua vez originou a baixo custo de produção isto causou um aumento dos lucros logo uma descida dos preços. Todos este factores levaram a Super produção esta levou a saturação do mercado e a um desenvolvimento muito rápido dos E.U.A.. A prosperidade enganosa dos E.U.A. Levou a uma especulação bolsista toda a gente tinha acçoes na bolsa quando se deu Crash de 1929 fabricas e bancos faliram, a fome e as tensões sociais invadiram os Estado Unidos da América. A fila de pessoas que vemos na imagem são operarios que estam desempregados a procura de imposto de trabalho.
    A imgem mostranos o antes e o depois do Crash da Bolsa.

     
  • At 14.2.07, Anonymous Nuno said…

    Na base da foto está a imagem de uma família feliz, com o seu belo carro, isto penso eu para demonstrar a prosperidade enganadora que a América vivia.
    Nesta altura já ós EUA viviam numa enorme crise após o Crash da Bolsa, o desemprego era tal que esta fotografia nos mostra uma enorme fila de desempregados, com um ar desgraçado à espera de conseguir um mísero emprego. Esta crise surgida deu-se a uma superprodução que originou a saturação do mercado, assim começo a haver um período de deflação, os preços baizaram e as empresas deixaram de ganhar lucros o que levou à diminuição de valor por parte das acções. Com esta diminuição de valor deu-se no dia 29 de Outubro o "Crash de Wall Street" onde 12 milhões de acções foram apresentadas na Bolsa de Nova Iorque. Muitos accionistas ficaram arruinados. Originou-se assim um círculo vicioso: empresas foram à falência, originando desempregados, o que levava a menor consumo, e mais empresas iam à falência e assim sucessivamente...
    Foi assim uma enorme crise que veio dar na Grande Depressão...

     

Enviar um comentário

<< Home